domingo, 26 de dezembro de 2010

Sweet Cicely – Myrrhis odorata

Myrrhis odorata
Esta é uma planta de clima frio a temperado, sendo seu cultivo recomendado restrito a áreas de altitude do sul..

Germinação
Para germinar estas sementes tem que ficar na geladeira por  8 semanas (precisam de frio é umidade, pelo que devem ser guardadas numa sacolinha com pó de coco ou similar úmido) antes de ser plantadas.

Cultivo
As sementes devem ser plantadas num lugar com sombra parcial, e no lugar mais fresco do seu jardim, já que não é uma planta apropriada para climas quentes e/ou úmidos.
 Transplante as plantas ao lugar definitivo quando alcancem 7 cm.

Encontre mais informações e sementes a venda na PLANTAMUNDO:
http://www.plantamundo.com

sábado, 25 de dezembro de 2010

Lippia dulcis – Erva Doce dos Astecas

Lippia_dulcis1

Originaria de México.

Planta rasteira perene de muito fácil cultivo. Ideal para cultivo em vasos, especialmente para deixar ela crescer em forma pendurada.

Gosta de solos ricos em matéria orgânica.

Não tolera geadas, mas pode ser cultivada em vasos nas regiões de clima temperado.

Pode ser cultivada tanto a pleno sol como na meia sombra, se cultivada no sol, devemos ter cuidado com que a terra não se resseque, já que segundo nossa experiência e muito sensível a isso.

Tem um composto 1000 vezes mais doce que o açúcar, e muitas propriedades medicinais.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Water Lilies – Nymphaea sp – Flor de Lotus

Water Lily Collection

Plantas aquáticas com folhas flutuantes e belas flores.
 
Para plantar as “water lilies” em casa, deve-se procurar criar condições semelhantes às encontradas na natureza, ou seja, plantar num pote com água na parte superior, mas há que se tomar cuidado para que a água em repouso não se torne lugar propício para o depósito de ovos de insetos, sobretudo os transmissores de doenças como dengue, febre amarela, etc. Existem Larvicidas a venda no mercado. Também existem alguns tipos de peixes que comem as larvas de mosquitos.

 Crescem em lagoas, piscinas pequenas, e mesmo bacias, mas não tolera a água em movimento (não pode ser cultivada em rios, córregos ou fontes)!

 Use um vaso de cerâmica. Semeie na superfície usando terra argilosa, aperte as sementes contra a terra e cobra com uma capa fina de areia de rio, colocando o vaso de maneira tal que a superfície da "terra" fique a 1 a 2 cm de profundidade na água.

As plantas novas pareceram de grama, e demoraram de 1 a 6 meses em emergir, (as folhas mas largas vão se desenvolver mais tarde). A medida que as plantas cresçam aumente a profundidade do pote dentro da água. 

Quando as plantas tenham já varias folhas flutuando poderão ser transplantadas (com cuidado) a vasos individuais.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Maximilian Sunflowers – Girassois Maximilian

 

Sunflower Maximillian

Os “Girassóis Maximilian” são plantas perenes nativas das pradarias norte-americanas. As plantas chegam a mais de 2 metros de altura e produzem muitos galhos com flores amarela de tamanho médio.

São plantas selvagens, raramente necessitando ajuda do jardineiro uma vez estabelecidas. Plante-os em fileiras, para cobrir uma vista feia ou como uma cerca de privacidade. Eles começam a florir em médio do verão e continuam a florir até avançado o inverno.

Sendo plantas de clima temperado, precisam mesmo de frio para germinar. Se você mora numa região de altitude pode plantar diretamente, que as sementes vão germinar após o inverno, caso contrario coloque as sementes na geladeira (não no freezer) por 8 semanas.

Plantar numa área de sol pleno com terra bem drenada. É adaptável a todo tipo de solos, mas não gosta de terra que permanece molhada depois da chuva.

Espace as sementes (em grupos de 2 a 5) uns 30 cm. Firme a terra sobre as sementes e regue com moderação.

Plantamundo: www.plantamundo.com

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

GOJI BERRIES

Lycium barbarum1

GOJI BERRIES

As Goji Berries são populares por seu gosto delicioso e muitas afirmações de benefícios para a saúde.
As Goji Berries são nativas do Tibete e seu nome cientifico e Lycium barbarum ou Lycium chinense. Não e uma planta tropical, prospera melhor em climas de verão quente e invernos marcados, mas se você planeja crescer esta planta em áreas mais quentes, vale a pena tentar também, já vi ela produzindo em Orlando, Florida, clima similar ao do sul do Brasil.
Passo 1
Envolva as sementes num papel toalha, coloque-as numa sacolinha ziplock e congele as sementes por 1 um mês antes de tentar sua germinação. Depois que você descongele as sementes, enxágue-as com água sem cloro.
Passo 2
Deixe as sementes em água sem cloro num recipiente ou bandeja. Espere que as sementes germinem dentro aproximadamente 10 dias e espere uma taxa de germinação do 50-60 por cento.
Passo 3
Semear e as sementes germinadas com muito cuidado para não danificar a brotação. A terra deve ser rica em matéria orgânica, arejada e leve. De ter disponibilidade melhor usar substrato de floreiras em lugar de terra. Cobrir as sementes com ½ centímetro de terra no máximo, melhor menos ainda.
Passo 4
Após 4 a 5 meses pode transplantar sua planta jovem de Goji Berries para o lugar definitivo ou um vaso maior. Coloque Fertilizante Milagre ou outro adubo orgânico no buraco de plantação, ponha a planta de Goji em nele e então encha novamente o buraco ate o topo. Tenha cuidado de pegar o torrão de terra inteiro para não mexer Nas raízes;
Passo 5
Em áreas quentes plante seu Goji numa área que receba  sol parcial ou filtrado pela maior parte do dia e nunca pegue o sol das horas mas quentes do dia.
Passo 6
Mantenha a terra úmida fornecendo irrigação diária adicional se as chuvas não fossem suficientes
Passo 7
Fertilize pelo menos 2 vezes por ano espalhando um anel de adubo ao redor da base de sua planta. Ou muito melhor, borrife semanalmente com FERTILIZANTE MILAGRE.

AMORPHOPHALLUS

Amorphophallus_paeoniifolius2

A maioria das espécies de Amorphophallus não são muito difícil de cultivar, desde que um mínimo de condições sejam cumpridas: estas são uma terra rica, o uso de fertilizante adicional, sombreado contra luz do sol direta, uma temperatura mínima de 22 graus durante o dia e 19 graus durante a noite, um período de descanso bem definido, e um regime severo contra pestes, preferivelmente focado na prevenção. Com estes requisitos, aproximadamente o 80 por cento de todas as espécies de Amorphophallus podem ser cultivados com êxito.

CLIMA: O que foi dito acima sobre temperaturas é valido para aproximadamente 98 por cento das espécies. Se seu clima e mais frio a noite pode ser uma boa Idea proteger seus aamorphophallus ou simplesmente cultivar eles em vasos

SOLO: Os solos devem ser ricos em matéria orgânica e nutrientes. A terra deve ser bem arejada. Quando a terra torna-se densa demais (por excesso ou falta de água de excesso) as raízes sofrearão. O problema é que a folha não morre mas continua a viver, apoiada pela energia do tubérculo, que finalmente será esgotado, torna-se fraco e de repente começará a apodrecer.

FERTILIZAR: Usando uma terra rica em matéria orgânica, não se necessita fertilizar muito freqüentemente, isto é uma vez num mês pode ser mais que suficiente. O fertilizante deve ser usado com cuidado, não dê uma concentração mais alta da que o que é recomendada para o fertilizante, já que o fertilizante em excesso bem pode aniquilar todas as raízes. O fertilizante ideal é um com um alto conteúdo de fosfato (por exemplo 15-30-15), que estimula crescimento de tubérculo. No fim a saúde de um Amorphophallus é medida pelo aumento do tamanho do tubérculo cada estação. Bem cuidado o tubérculo pode aumentar seu peso triplamente por estação.

PLANTIO: O topo dos tubérculos de Amorphophallus sempre devem estar bem abaixo da superfície da terra, já que as raízes emergem do topo (não da base como normalmente) e devem segurar o tubérculo para carregar a longa folha longa e a flor. Com este propósito as primeiras raízes cresçam muito rápido e na horizontal. O vaso deve ter o tamanho apropriado, quando o pote não é fundo o suficiente, a base do tubérculo será limitada contra o fundo e torna-se deformado. Esta situação geralmente não compromete a saúde do tubérculo, mas a vezes a água em excesso que freqüentemente é achada no fundo do pote pode causar apodrecimento local de partes da base de tubérculo. Por isso o vaso deve ter uma boa drenagem e não juntar água. O diâmetro do pote deve ser ao menos duas vezes que do tubérculo que é plantado, para razões óbvias.

REGAR: Irrigação normal a abundante, sem excesso. Diminuir ou suspender no período de dormência.

DORMENCIA: Praticamente todos os Amorphophallus tem um período de dormência em natureza. Quando uma folha morre depois de que uma estação de crescimento regular o tubérculo invariavelmente tomará um período que descansa. Este período pode tomar 3 a 7 meses, dependendo da espécie, e depois uma folha pode emergir, ou quando a planta está suficientemente madura florescer. Os bulbos podem ser retirados dos vãos, ou deixados para que naturalmente voltem a brotar, nos assim fazemos e somos gratamente surpreendidos com novos e maiores plantas cada estação.

PESTES: As duas pestes primárias importantes de Amorphophallus em cultivo são nematóides e insetos nas raízes. Infelizmente para estes últimos não existe nenhum mecanismo biológico de controle. Portanto, o melhor método e usar um pesticida sistêmico de espectro. Estes devem ser dados em doses pequenas porque dano a folha pode ocorrer.

SOL:

A. PAEONIIFOLIUS: SOL a MEIA SOMBRA

A. KONJAC: MEIA SOMBRA

A. BULBIFER: SOL a MEIA SOMBRA